ADEGA COOPERATIVA DE PALMELA C.R.L.


Fundada: 1955 | Sede: PALMELA | Área: Indústria

Ver Site

LUÍS SILVA


Nível de Heroísmo 5

Impacto Social

Capacidade Inspiracional 5

Número total de votos: 1

O sucesso de uma Adega que produz vinho que conta histórias!



01

Antes do salto

A Adega Cooperativa de Palmela, fundada em 1955 com a designação de Adega Cooperativa da Região do Moscatel de Setúbal, iniciou a sua actividade em 1958.

É um dos principais pólos de desenvolvimento do Concelho que é marcadamente agrícola e onde a vinha e o vinho têm por razões históricas um peso bastante grande. A principal zona vitícola situa-se na planície arenosa que constitui grande parte do Concelho de Palmela.

A Adega de Palmela tem uma ligação muito forte com a história da vila e é a única adega que tem Palmela no nome. O logótipo da marca é composto pela Espada da Ordem de Santiago cruzada com o Castelo de Palmela, que é ainda hoje o principal símbolo da vila. Ícones que fazem parte da identidade da marca, contam a história da região e a verdadeira origem das vinhas de Palmela.

02

O que motivou o salto

Sendo a Adega de Palmela a mais antiga da Península de Setúbal e com o mercado dos vinhos cada vez mais competitivo, viu-se na obrigação de reforçar a competitividade e ganhar mais notoriedade perante o publico.

03

O salto

Dar o salto foi um passo muito importante para a Adega. O nosso primeiro investimento foi no aconselhamento dos nossos associados, a nível de plantação de novas vinhas, com castas diferentes, para fazermos produtos diferentes, e na melhoria do desempenho a nível da vinificação.

A segunda parte do investimento absorveu aproximadamente um milhão de euros, e é direcionada para o engarrafamento, com uma nova linha automática de seis mil garrafas/hora.

A forte aposta nos engarrafados em detrimento do vinho a granel e a a modernização da sua imagem, traçaram um novo rumo marcado pelo rejuvenescimento e ascensão da marca. Em 2016 um conjunto de investimentos de dois milhões de euros permitiram a modernização do sistema de recepção da uva e fermentação, aumentando a capacidade em cerca de 20%, para 400 toneladas por dia.

04

Os resultados do salto

Atualmente a Adega conta com cerca de 300 associados, que cultivam uma área de 1000 hectares. A produção atual ultrapassa os 8 milhões de litros.

2017 foi um ano de grandes sucessos para a Adega: o volume de vendas sofreu um aumento de 20% em relação ao ano de 2016; efectuou um investimento de 2 milhões de euros nas suas instalações, que permitiu a modernização do sistema de recepção de uvas, aumentando para 400 toneladas de uva por dia; ganhou mais de 60 medalhas em concursos nacionais e internacionais.

Ainda em 2017, o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural atribuiu à Adega de Palmela o Título de Reconhecimento como Organização de Produtores no setor de Vinho para o produto Vinho de Uvas Frescas, incluídos os vinhos enriquecidos com álcool, tendo sido a primeira Adega de Península de Setúbal a ser reconhecida como Organização de Produtores.

A Adega é hoje uma empresa certificada que produz marcas reconhecidas a nível nacional e internacional. Brasil, China, Alemanha, França e Angola são os principais países para onde a empresa exporta.

 

04

Os resultados do salto

Atualmente a Adega conta com cerca de 300 associados, que cultivam uma área de 1000 hectares. A produção atual ultrapassa os 8 milhões de litros.

2017 foi um ano de grandes sucessos para a Adega: o volume de vendas sofreu um aumento de 20% em relação ao ano de 2016; efectuou um investimento de 2 milhões de euros nas suas instalações, que permitiu a modernização do sistema de recepção de uvas, aumentando para 400 toneladas de uva por dia; ganhou mais de 60 medalhas em concursos nacionais e internacionais.

Ainda em 2017, o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural atribuiu à Adega de Palmela o Título de Reconhecimento como Organização de Produtores no setor de Vinho para o produto Vinho de Uvas Frescas, incluídos os vinhos enriquecidos com álcool, tendo sido a primeira Adega de Península de Setúbal a ser reconhecida como Organização de Produtores.

A Adega é hoje uma empresa certificada que produz marcas reconhecidas a nível nacional e internacional. Brasil, China, Alemanha, França e Angola são os principais países para onde a empresa exporta.