C.P.S.


Fundada: 1992 | Sede: Leiria | Área: Outros

Ver Site

Carlos Lemos


Nível de Heroísmo 3.1667

Impacto Social

Capacidade Inspiracional 2.8333

Para vencer em África é preciso lá estar! Isso obriga a fazer opções de VIDA!

01

Antes do salto

Iniciámos actividade em 1992 em Portugal. Começamos por implementar sistemas informáticos e a consultoria de gestão. Estabelecemos uma parceria com a Artsoft, software de gestão, evoluímos para o desenvolvimento de software de gestão. Para além disso, a formação profissional sempre fez parte do nosso dia-a-dia. Operamos também na área do recrutamento e selecção. A verdade é que, ao longo destes 24 anos, já demos vários saltos. Para 2017, queremos dar outros "saltos".

02

O que motivou o salto

Os Produtos portugueses de qualidade são possíveis de ser comercializados em qualquer parte do mundo, o problema é que temos de vender os mesmos e não estamos habituados a vender, mas sim a que nos comprem os mesmos! O que são coisas substancialmente diferentes. 

A internacionalização para o mercado angolano, um país que após 30 anos de guerra tinha um conjunto de necessidades prioritárias.

03

Dar ou não o salto

Sempre tivemos uma visão diferente sobre o ser Português em Angola! Desde o primeiro dia que encarei Angola e depois Moçambique como as minhas segundas pátrias, quer pessoalmente quer profissionalmente, não estou em África simplesmente por não existir outra alternativa! Quando chegamos a Angola e Moçambique, viemos para ficar definitivamente e não temporariamente! Logo o nosso perfil perante os negócios não se resume ao curto prazo mas sim médio e longo prazo, as tomadas de decisão sempre foram diferente dos que pensam só no curto prazo!

Com sacrifício, perseverança e humildade tudo é possível, mas atenção ao velho ditado “a mesma água não passa duas vezes no mesmo rio” existe uma taxa enorme de insucesso das empresas que investem em Angola! Muitos investidores chegam cá e fazem diagnósticos em meia dúzia de dias e tudo lhes parece brilhar. Consequentemente tomam medidas e a atitudes inadequadas as circunstâncias obviamente terão forte probabilidade de insucesso! No momento actual, estamos a testemunhar isso: quem consolidou negócio, continua em Angola. 

Para ter oportunidades não basta ser bom, é necessário ser muito bom, e vir com grande espírito de sacrifício! Caso contrário estará também condenado ao insucesso.

04

O salto

Recursos? Humanos, materiais e financeiros, naturalmente. Tudo em quantidades ""faraónicas"". Esforços? ""Hercúleos""... Sacrifícios? A família...

05

Os resultados do salto

Nos últimos 10 anos passei 99% do meu tempo em Africa! Contribuiu claramente para o sucesso que alcançámos!

Em 1996, em Angola, fomos os responsáveis pelo arranque da formação no INP, no Sumbe, “Instituto Nacional de Petróleos”. O objetivo era preparar técnicos para a Indústria Petrolífera. Em 2000, abrimos o 1.º Centro de Formação em Luanda. Actualmente, temos 3 Centros de Formação em Luanda, Get Academy Center, com 23 áreas de formação e 600 cursos. Operamos também na área do recrutamento e selecção e outsorcing. Tivemos 2000 colaboradores colocados. Para 2017, estamos a preparar outros ""saltos"": lançamento de dois GET Business Center, um em Luanda, outro em Leiria. 

95% do insucesso deve-se ao facto de não quererem perceber a realidade dos negócios em Angola e definição de uma estratégia errada.

Resumindo, qualquer negócio em Angola, “diria Africa” carece de presença efectiva de quem os dirige! Isso obriga a fazerem opções de VIDA! Quem pensar em ter negócios em Africa e ser meramente um espectador dos mesmos dificilmente terá sucesso!

04

O salto

Recursos? Humanos, materiais e financeiros, naturalmente. Tudo em quantidades ""faraónicas"". Esforços? ""Hercúleos""... Sacrifícios? A família...

05

Os resultados do salto

Nos últimos 10 anos passei 99% do meu tempo em Africa! Contribuiu claramente para o sucesso que alcançámos!

Em 1996, em Angola, fomos os responsáveis pelo arranque da formação no INP, no Sumbe, “Instituto Nacional de Petróleos”. O objetivo era preparar técnicos para a Indústria Petrolífera. Em 2000, abrimos o 1.º Centro de Formação em Luanda. Actualmente, temos 3 Centros de Formação em Luanda, Get Academy Center, com 23 áreas de formação e 600 cursos. Operamos também na área do recrutamento e selecção e outsorcing. Tivemos 2000 colaboradores colocados. Para 2017, estamos a preparar outros ""saltos"": lançamento de dois GET Business Center, um em Luanda, outro em Leiria. 

95% do insucesso deve-se ao facto de não quererem perceber a realidade dos negócios em Angola e definição de uma estratégia errada.

Resumindo, qualquer negócio em Angola, “diria Africa” carece de presença efectiva de quem os dirige! Isso obriga a fazerem opções de VIDA! Quem pensar em ter negócios em Africa e ser meramente um espectador dos mesmos dificilmente terá sucesso!