Farmi Reparações Limitada


Fundada: 1990 | Sede: Marinha Grande | Área: Indústria

Ver Site

Luís Gaspar de Oliveira


Nível de Heroísmo 4.9433962264151

Impacto Social

Capacidade Inspiracional 4.9622641509434

Pontuação Apurada: 261

“Sempre nos pautámos por apresentar a SOLUÇÃO ao cliente.”



01

Antes do salto

O senhor Luís Gaspar de Oliveira iniciou a sua actividade como fresador.

Mas quando sentiu que já não iria evoluir mais na empresa em que se encontrava, decidiu mudar de emprego e abordou uma empresa de manutenção industrial para trabalhar como mecânico de máquinas, dada a sua formação em mecânica automóvel. Essa empresa não tinha um lugar para lhe oferecer, mas desafiou-o a criar o seu próprio negócio.

Foi assim que o Sr. Luís iniciou a aventura do fabrico de peças para a indústria e criou a FARMI (Fabrico de Acessórios e Reparações de Máquinas Industriais) em 1990.

Ao longo dos anos foi-se adaptando às necessidades do mercado, abandonando a manutenção industrial como principal atividade e passando a prestar serviços para a indústria dos moldes tais como o galgamento, torneamento, maquinação e por fim, furação profunda.

Em 1997 adquiriu instalações próprias, o que levou à diversificação e aquisição de nova maquinaria.

02

O que motivou o salto

No ano de 2003, quando a Farmi resolve avançar para o serviço de furação profunda, adquire uma das 3 únicas máquinas existentes no país para esse fim.  

Os testes com esta máquina não correram bem. Mas nem por isso, o Sr.Luís desanimou. Decidiu sim pedir autorização ao fabricante para alterar a máquina e trabalhou nela até o processo de furação funcionar como o pretendido.

A partir desse momento, criou-se uma relação de parceria e confiança entre as duas empresas que dura até hoje. Em 2009, por recomendação da Farmi, o fabricante desenvolve uma furadora com ângulos e a nossa empresa torna-se pioneira neste serviço ao adquirir a primeira máquina por quase meio milhão de euros.

No entanto, meses depois, a procura do mercado cai abruptamente e a empresa fica com um investimento avultado que não consegue rentabilizar.

 

 

 

 

03

O salto

Foi o momento decisivo para a Farmi.

Havia que optar entre fechar portas ou continuar a lutar com todos os meios possíveis pela sobrevivência da empresa. Resolvemos acreditar no futuro e na nossa recuperação. Com a nova máquina, surgiram novos trabalhos e novos clientes.

O Sr. Luís chegou a pedir um empréstimo pessoal para pagar salários, mas não desistiu. Apostou na diferenciação dos serviços e na procura de novos negócios.

Assim chegou o ano de 2011, altura em que agarrou um projecto para produção de um autoclismo amigo do ambiente, que ninguém queria agarrar em Portugal.

A Farmi criou os moldes e as peças necessárias para a concretização do projecto e o cliente adquiriu as instalações adjacentes às nossas para poder montar toda a linha de produção.

Esta parceria permitiu o crescimento e diversificaão dos serviços da Farmi. Mas a nossa empresa não ficou unicamente ligada aos moldes e, por isso, tem soluções metalomecânicas para outros mercados.

04

Os resultados do salto

Graças a todos os esforços e investimentos anteriores, em Janeiro de 2016, a Farmi encontrou-se em condições de submeter um projecto de inovação produtiva. Com esse projeto adquiriu nova maquinaria e passou a prestar serviços que anteriormente subcontratava.

Para ser possível este crescimento, renovou as instalações adquiridas pelo parceiro, construiu uma nova nave fabril e novos escritórios. No final de 2017, passou a deter instalações de 2500m2.

Nada disto seria possível sem apostar em novos projetos e novas oportunidades de mercado. E sem acreditar na necessidade de inovar continuamente.

A empresa está atualmente certificada pela ISO 9001 e pela NP4457 e a apostar na certificação pela norma ISO 14001. 

Hoje, empregamos 49 funcionários e temos como principal objetivo dar resposta às necessidades dos clientes. Sempre que necessário, estabelecendo parcerias para atingir os objetivos propostos .

 

  

04

Os resultados do salto

Graças a todos os esforços e investimentos anteriores, em Janeiro de 2016, a Farmi encontrou-se em condições de submeter um projecto de inovação produtiva. Com esse projeto adquiriu nova maquinaria e passou a prestar serviços que anteriormente subcontratava.

Para ser possível este crescimento, renovou as instalações adquiridas pelo parceiro, construiu uma nova nave fabril e novos escritórios. No final de 2017, passou a deter instalações de 2500m2.

Nada disto seria possível sem apostar em novos projetos e novas oportunidades de mercado. E sem acreditar na necessidade de inovar continuamente.

A empresa está atualmente certificada pela ISO 9001 e pela NP4457 e a apostar na certificação pela norma ISO 14001. 

Hoje, empregamos 49 funcionários e temos como principal objetivo dar resposta às necessidades dos clientes. Sempre que necessário, estabelecendo parcerias para atingir os objetivos propostos .