Salsicharia e Fumeiros Tradicionais do Alto Paiva, Lda


Fundada: 2002 | Sede: Vila Nova de Paiva | Área: Indústria

Ver Site

Diogo Cardoso

Com apoio de Jose Carreira Cardos, Maria Cardoso e Sandra Cardoso


Nível de Heroísmo 4.7813

Impacto Social

Capacidade Inspiracional 4.8571

Nos tempos de crise, não baixámos os braços

01

Antes do salto

A nossa empresa existe desde de 2002. O objectivo desta empresa era fornecimento de produtos transformados à base de carnes para os nossos talhos e éramos uma pequena empresa com 6 funcionários, e como estamos no interior e face à desertificação da região, tomamos medidas de mercado diferente e e hoje somos uma empresa de referência do nosso concelho/região.

02

O que motivou o salto

Foi uma crise. Por sermos, anteriormente uma empresa pequena e regional,  com a exigência de mudança face à conjuntura, alterámos o nosso mercado para Nacional e de Exportação, sendo que a nossa ideia foi nunca baixar os braços e lutar, de forma a conquistar outros mercados e outras oportunidades.

03

Dar ou não o salto

Foi uma decisão ponderada pois a realidade do mercado, hoje em dia, é muito diferente da altura do começo da nossa empresa. Tivemos que analisar várias opções de mercado para tentar apostar em algo que fosse bem sucedido. Apostámos, assim, nas grandes cidades do nosso país e na grande distribuição e exportação.

04

O salto

Foi um processo, numa fase inicial, com muito stress mas com adrenalina pelo meio. Alguns dias a correr bem, outros nem por isso, mas conseguimos cumprir o objectivo. Houve muitos sacrifícios, abdicámos da da vida pessoal e investimos em tempos de crise. Tinha como objectivo o alargamento da estrutural fabril e de equipamentos, de forma a estarmos mais preparados e operacionais para poder corresponder ao mercado.

05

Os resultados do salto

Sim houve muita mudança sendo que a nossa empresa transformou-se numa pequena empresa, onde estamos posicionados a nível nacional e com uma responsabilidade social. Temos uma angariação de mais clientes, passamos de uma empresa de 6 colaboradores para 34. A vida dos sócios também mudou com uma posição mais activa e de maior responsabilidade.

04

O salto

Foi um processo, numa fase inicial, com muito stress mas com adrenalina pelo meio. Alguns dias a correr bem, outros nem por isso, mas conseguimos cumprir o objectivo. Houve muitos sacrifícios, abdicámos da da vida pessoal e investimos em tempos de crise. Tinha como objectivo o alargamento da estrutural fabril e de equipamentos, de forma a estarmos mais preparados e operacionais para poder corresponder ao mercado.

05

Os resultados do salto

Sim houve muita mudança sendo que a nossa empresa transformou-se numa pequena empresa, onde estamos posicionados a nível nacional e com uma responsabilidade social. Temos uma angariação de mais clientes, passamos de uma empresa de 6 colaboradores para 34. A vida dos sócios também mudou com uma posição mais activa e de maior responsabilidade.