Samsys


Fundada: 1997 | Sede: Ermesinde | Área: Informática

Ver Site

Samuel Soares

Com apoio de Ruben Soares e Sérgio Santos


Nível de Heroísmo 4.898891966759

Impacto Social

Capacidade Inspiracional 4.9265927977839

Número total de votos: 722

Juntámos 1250 empresários num evento gratuito que surgiu para contornar a crise



01

Antes do salto

Samuel Soares é o fundador da Samsys, empresa de Tecnologia criada em 1997 e reconhecida a nível nacional.

Possui instalações no Porto e em Lisboa. 

Hoje, Samuel e Ruben Soares, seu irmão, lideram uma equipa de 55 colaboradores de forma peculiar.

A ideia de criar um negócio surgiu num quarto, onde duas camas tiveram de dar lugar a um beliche, para que sobrasse espaço para armazenar e montar material a comercializar.

O negócio passou de B2C para B2B, pois a grande aposta começou a centrar-se na consultoria, precedida da venda.

O desafio seguinte foi suportar as horas de trabalho que implicava gerir os clientes e os resultados.

A Gerência percebeu que teria de valorizar mais o seu trabalho. Não bastava colocar margem no valor de venda do produto. Este erro podia ter comprometido a vida da empresa.

A Samsys passou por muitos momentos de dificuldade, sobretudo em 2011. Os clientes lamentavam-se, devido às dificuldades financeiras por que o país passara. A atitude da Samsys teve de ser proativa.

02

O que motivou o salto

Em 2011, alguns clientes queriam desistir dos seus negócios, não viam outra saída que não o fracasso…

O nosso negócio estava colocado em risco, em consequência da falta de investimentos. Tínhamos de agir rapidamente.

O nosso trabalho depende da atividade das empresas. Percebemos que, elas estando firmes e estáveis no mercado, a nossa empresa teria todas as condições para crescer.

Foi então que vimos nos gestores uma sede de inspiração para saírem daquela condição frágil.

Decidimos então criar um evento gratuito que levasse valor à sociedade.

Nele falar-se-ia de inteligência emocional, marketing relacional, boa liderança…com o intuito de despertar nos empresários a vontade de mudar as suas práticas.

O objetivo passava por alertar para a importância da mudança na gestão dos negócios, mostrando que é possível mudar. Basta procurar conhecimentos, estar atento ao mercado, adaptarmo-nos ao cliente, confiarmos nas capacidades da equipa, ser um bom exemplo e, o mais importante, tratarmos o cliente como família.

03

O salto

Indiretamente, este evento e todo o acompanhamento que fizemos com os nossos clientes, para perceber o que estavam a fazer de diferente, possibilitou que nos apercebêssemos de que, lentamente, as empresas iam dando sinais de melhoria, perdendo o medo de arriscar e ganhando rasgo para lutar.

Nós só ganhámos com isso. Implicou um stress imenso, uma análise quase “médica”. Preocupámo-nos em transmitir a nossa experiência, porque passámos a conseguir identificar melhor os caminhos mais acertados.

Samuel e Ruben chegaram a trabalhar 72 horas seguidas para honrar compromissos com clientes e foi este espírito de sacrifício e paixão que fizeram o seu negócio vencer.

Logo no início, Ruben estudava no 12º ano e assumia todas as funções que poderiam existir numa empresa. Há pouco tempo, o cenário de sacrifício era o mesmo com Samuel. Chegou a ser gestor, pai, filho, aluno, palestrante, desportista…enquanto escrevia um livro que encorajasse a Fazer Acontecer. Como ninguém, cativa com a sua energia.

04

Os resultados do salto

Os negócios dos nossos clientes foram ganhando presença e surgiram novos mercados e oportunidades. O resultado direto que obtivemos foi realizar mais negócios. Isso gerou de 2011 para 2015 o dobro de colaboradores, de 20 para 40 pessoas, maior volume de faturação, que passou entre 2011 e 2017, de 2 para 3 milhões de euros e mais reconhecimentos nacionais, assim como um internacional, o de “Customers First”, refletindo o valor que atribuímos ao cliente e à nossa relação com ele.

Orgulhamo-nos de receber no Dia do Cliente 1500 empresários que buscam inspiração, conhecimento, troca de experiências e networking de qualidade.

Em 2017 investimos mais de 300 mil euros nas condições dos nossos funcionários, porque lhes estamos eternamente gratos por toda a dedicação.

Mudámos de instalações há cerca de um ano e estamos a passar por outra transição reluzente, que nos vai fazer crescer ainda mais. A nossa empresa é aberta, transparente por dentro e por fora, onde todos se tratam como família.

04

Os resultados do salto

Os negócios dos nossos clientes foram ganhando presença e surgiram novos mercados e oportunidades. O resultado direto que obtivemos foi realizar mais negócios. Isso gerou de 2011 para 2015 o dobro de colaboradores, de 20 para 40 pessoas, maior volume de faturação, que passou entre 2011 e 2017, de 2 para 3 milhões de euros e mais reconhecimentos nacionais, assim como um internacional, o de “Customers First”, refletindo o valor que atribuímos ao cliente e à nossa relação com ele.

Orgulhamo-nos de receber no Dia do Cliente 1500 empresários que buscam inspiração, conhecimento, troca de experiências e networking de qualidade.

Em 2017 investimos mais de 300 mil euros nas condições dos nossos funcionários, porque lhes estamos eternamente gratos por toda a dedicação.

Mudámos de instalações há cerca de um ano e estamos a passar por outra transição reluzente, que nos vai fazer crescer ainda mais. A nossa empresa é aberta, transparente por dentro e por fora, onde todos se tratam como família.