Subenshi


Fundada: 2014 | Sede: Aveiro | Área: Restauração

Ver Site

Bernardo Embaixador


Nível de Heroísmo 4.8815261044177

Impacto Social

Capacidade Inspiracional 4.9658634538153

Pontuação Apurada: 4885

Aliei o gosto pela cultura japonesa à vontade de criar emprego de qualidade



01

Antes do salto

Bernardo Embaixador desde cedo mostrou uma capacidade excecional para fazer negócios e no sistema de ensino propriamente dito nunca se enquadrou. Foi no Brasil que conheceu o sushi e se apaixonou pela cozinha japonesa. Aos 19 anos, tirou um curso profissional de Higiene e Segurança no Trabalho e estagiou três meses num restaurante em Aveiro, de seguida, começou com sushi ao domicílio.

Tirou o grau de técnico de Higiene e Segurança Alimentar pela Escola Profissional de Aveiro em 2012. Posteriormente, já qualificado e movido pela sua paixão por gastronomia oriental, realiza em 4 meses  o curso master sushi em 2014, dedicado à preparação de sushi na Sushi School, sendo-lhe atribuído o grau de Sushimen.

Aliou o gosto pela cultura japonesa à vontade de criar emprego de qualidade e construir uma equipa motivada.

Decidiu que o mais acertado era abrir o seu próprio negócio, o Subenshi, com uma capacidade para 46 lugares. Era um espaço pequeno para a procura que começou a ter, atendendo em média entre 120 (época baixa) e 150 (época alta) clientes por dia.

02

O que motivou o salto

Proporciona aos clientes uma experiência gastronómica e cultural. Prioriza sempre a qualidade dos seus produtos e a excelência no atendimento. Graças à experiência como empregado e empresário, soube sempre ver a realidade sob as duas perspetivas.

Graças à experiência como empregado e empresário, soube sempre ver a realidade sob as duas perspetivas.

Juntou uma equipa jovem. Pessoas com um salário justo e horas de trabalho dignas.  E, assim, empenhou-se em fazer bem feito. Desta forma, conquista a satisfação total do cliente, em harmonia com os interesses dos colaboradores, fornecedores e parceiros.

Com a candidatura ao Projeto PT 2020,  STT – SUBENSHI TRENDY TASTING definimos como objetivo principal, reforçar a competitividade das PME e atingir o patamar de referência entre os restaurantes especializados em sushi a nível nacional, destacando-nos através da prestação de um serviço de excelência e inovador.

03

O salto

Depois da abertura em 2014, deu o salto em 2017 na expansão do Subenshi em Aveiro, alargou o  espaço e ampliou o estabelecimento, aumentou a capacidade da sala de 46 para 100 lugares sentados.

Destacou-se pela introdução de novos produtos, nomeadamente a fusão entre o sushi e a comida tradicional portuguesa, criação de gelados artesanais, construiu o maior aquário da Europa.

Um dos segredos é saber fazer tudo no restaurante, desde arrumar a cozinha a cozinhar sushi. Sempre à procura de mais, para melhorar as sobremesas do Subenshi, Bernardo fez as malas e instalou-se em Bolonha, Itália. Tirou um curso de gelados de 20 dias e criou a sua própria marca de gelados artesanais, a Benareli.

A preocupação com as matérias-primas é primordial. O Subenshi é o único restaurante do país que usa a criocongelação para congelar peixe fresco. Um processo de congelação rápido que preserva as propriedades do peixe e dá segurança aos clientes são pontos de honra no restaurante.

04

Os resultados do salto

De há um ano para cá, Bernardo toma conta do negócio sozinho. Em Aveiro, serve uma média de 400 refeições por dia, três toneladas de peixe por mês e faturou 1,7 milhões em 2017. E a procura levou-o a aumentar os 45 lugares para 90, em maio do ano passado.

O sucesso do aumento do Subenshi levou-o a abertura de um novo Subenshi Porto no inicio deste ano, num antigo edifício no centro do Porto: três pisos, cinco salas, 95 lugares, uma varanda e duas cozinhas. Um investimento de meio milhão de euros. E quer abrir restaurantes de sushi em Lisboa e em Madrid. Gere 62 funcionários que foram os primeiros a estrear o novo espaço porque para Bernardo são eles os protagonistas deste projeto. O Subenshi é uma história de verdadeiro sucesso, inconformismo e vontade de fazer negócios bem feitos – para todos os que estão envolvidos, tanto clientes como colaboradores.

04

Os resultados do salto

De há um ano para cá, Bernardo toma conta do negócio sozinho. Em Aveiro, serve uma média de 400 refeições por dia, três toneladas de peixe por mês e faturou 1,7 milhões em 2017. E a procura levou-o a aumentar os 45 lugares para 90, em maio do ano passado.

O sucesso do aumento do Subenshi levou-o a abertura de um novo Subenshi Porto no inicio deste ano, num antigo edifício no centro do Porto: três pisos, cinco salas, 95 lugares, uma varanda e duas cozinhas. Um investimento de meio milhão de euros. E quer abrir restaurantes de sushi em Lisboa e em Madrid. Gere 62 funcionários que foram os primeiros a estrear o novo espaço porque para Bernardo são eles os protagonistas deste projeto. O Subenshi é uma história de verdadeiro sucesso, inconformismo e vontade de fazer negócios bem feitos – para todos os que estão envolvidos, tanto clientes como colaboradores.