SYONE


Fundada: 1999 | Sede: ALFRAGIDE | Área: Informática

Ver Site

Eduardo Taborda

Com apoio de Hugo Pedro e Tânia Ramos


Nível de Heroísmo 4.9587628865979

Impacto Social

Capacidade Inspiracional 4.9690721649485

Número total de votos: 97

Acima de tudo, queremos ser recordados amanhã por aquilo que fazemos hoje.



01

Antes do salto

Em 1996, a Sybase iniciou a sua operação em Portugal com o objetivo de criar uma rede de parceiros para potenciar a utilização da sua tecnologia.

Apesar dos resultados, em 1999 a empresa desinvestiu nos escritórios de Lisboa e Barcelona, o que abriu espaço para uma operação local.

Para a equipa em Portugal foi a oportunidade para uma mudança de estratégia e crescimento na área de serviços, e surge assim a SBS Software, a operar no mercado com o trademark ‘Sybase SBS Software’.

Com a parceria Red Hat abrimos uma nova linha de negócio na área do Open Source e em 2003 organizámos a 1ª edição do que é hoje o maior evento de OS em Portugal, o ‘Open Source Lisbon’.

A internacionalização aconteceu logo em 2000 com o 1º projeto em Inglaterra e a aposta em soluções e serviços Sybase e Red Hat permitiu à empresa tornar-se um dos maiores parceiros europeus destes fabricantes.

Em 2010 a empresa faturava já perto de 4M de euros com a área de serviços a representar cada vez mais valor.

02

O que motivou o salto

Desde o final dos anos 90 que sabíamos que a marca Sybase iria acabar por desaparecer, absorvida por algum dos maiores players do mercado e depois de vários rumores que inclusivamente prejudicaram a operação da empresa, em Maio de 2010 é anunciada nos EUA a aquisição pela SAP.

Para nós em Portugal era a confirmação do que já antevíamos e para o qual já nos tínhamos preparado, pelo que em 2011 iniciámos o processo de registo de marca para o que hoje é a Syone.

Gostamos de encarar as dificuldades como desafios e oportunidades, e o facto de estarmos a atravessar uma crise de mercado a nível global acabou por representar um estímulo adicional para o projeto de ‘rebranding’ e ‘revamp’ da empresa. Na realidade, o projeto de rebranding correu tão bem que chegámos a ser contactados pelo 'corporate marketing' da Sybase nos EUA, porque estavam a ser questionados sobre se afinal a Sybase estava num processo de aquisição pela SAP ou ‘apenas’ a fazer o rebrand para uma nova marca, a Syone...

03

O salto

Pelo facto de ser uma marca própria, o ‘brand’ Syone permitiu-nos ganhar uma nova identidade como empresa de soluções e serviços numa perspetiva muito mais global, saindo do universo de soluções da marca Sybase que para nós já se tornava limitativo.

Este era também o momento para uma reestruturação na empresa, algo que já estava pensado anteriormente e que passava por alargar a frente comercial para dar melhor resposta a um mercado mais abrangente e cada vez mais dinâmico e exigente, já a entrar na era da transformação digital.

Tornámo-nos uma empresa ainda mais orientada às necessidades dos clientes, quaisquer que elas fossem, e fomos à procura de novas parcerias para além de mantermos as já existentes.

A par de muito trabalho, esta estratégia de diversificação e internacionalização trouxe os resultados que esperávamos e permitiu-nos crescer em contraciclo com o mercado.

04

Os resultados do salto

Com um crescimento consolidado ano após ano sempre acima de 15%, a faturação da empresa ultrapassou os 6M de euros em 2016 com a faturação internacional a representar cerca de 50% do revenue total.

Este crescimento de volume de negócios foi naturalmente acompanhado pelo crescimento de recursos humanos na empresa, área que representa o nosso maior capital e a que dedicamos a nossa maior atenção, com um investimento permanente no recrutamento, seleção, formação e desenvolvimento dos colaboradores.

Atualmente com cerca de 150 colaboradores, o núcleo de gestão da Syone mantém-se o mesmo desde ‘antes do salto’ e a gestão da empresa é feita de forma aberta e participada. No fundo, continuamos hoje a perseguir os mesmos objetivos que tínhamos quando nos lançámos neste projeto, o de atingir um nível de Excelência e atenção ao detalhe que nos tem trazido o reconhecimento do mercado a nível nacional e internacional.

Acima de tudo, queremos ser recordados amanhã por aquilo que fazemos hoje.

04

Os resultados do salto

Com um crescimento consolidado ano após ano sempre acima de 15%, a faturação da empresa ultrapassou os 6M de euros em 2016 com a faturação internacional a representar cerca de 50% do revenue total.

Este crescimento de volume de negócios foi naturalmente acompanhado pelo crescimento de recursos humanos na empresa, área que representa o nosso maior capital e a que dedicamos a nossa maior atenção, com um investimento permanente no recrutamento, seleção, formação e desenvolvimento dos colaboradores.

Atualmente com cerca de 150 colaboradores, o núcleo de gestão da Syone mantém-se o mesmo desde ‘antes do salto’ e a gestão da empresa é feita de forma aberta e participada. No fundo, continuamos hoje a perseguir os mesmos objetivos que tínhamos quando nos lançámos neste projeto, o de atingir um nível de Excelência e atenção ao detalhe que nos tem trazido o reconhecimento do mercado a nível nacional e internacional.

Acima de tudo, queremos ser recordados amanhã por aquilo que fazemos hoje.