Tomás Floresta Lda


Fundada: 2008 | Sede: Troviscal | Área: Outros


Nuno Tomás

Com apoio de Sandra Carvalho

Nível de Heroísmo 4.9066147859922

Impacto Social

Capacidade Inspiracional 4.9105058365759

Ver Site

A floresta sempre foi uma segunda casa. E vamos continuar a protegê-la.



01

Antes do salto

Nuno Tomás, do Troviscal, começou a trabalhar muito cedo para o pai na sua empresa de abate de floresta.

Logo que completou a 4ª classe, o Nuno juntou-se ao pai no trabalho diário.

Passava os dias na floresta e ganhou muitos conhecimentos e experiência ao longo dos anos.

 

02

O que motivou o salto

Quando a Sandra foi trabalhar para a empresa do pai do Nuno começou a partilhar de algumas das inquietações que o Nuno, hoje seu marido, já tinha.

Juntos, sentiram a necessidade de fazer alguma coisa pela floresta que era abatida a eito para proveitos económicos sem se pensar no futuro da região.

Decidiram então criar uma empresa que pudesse, a par da exploração, repovoar e limpar a floresta. “Vamos fazer diferente”, foi o sonho deles.

03

O salto

Submeteram um projecto ao Ministério da Agricultura, que foi aprovado.

Iniciaram a sua actividade comprando pequenos terrenos, limpando, mantendo espécies como o pinheiro, o carvalho e o sobreiro e preparando estas áreas para a resinar, explorar o pinhão, etc. Outros terrenos foram repovoados. 

Deu-se formação a equipas de trabalhadores na limpeza florestal, incluindo a limpeza das linhas de alta tensão. Investiu-se em maquinaria, na construção de armazéns e de estaleiros. 

 

04

Os resultados do salto

Pouco a pouco a empresa foi crescendo de forma sustentada.

Em 2014 a empresa- que começou com um sonho de alguém que tem apenas a quarta classe- viu o seu trabalho reconhecido, quando foi distinguida como empresa Gazela. Foi a primeira empresa da área florestal a alcançar esse reconhecimento. 

No entanto, em 2017 o incêndio devastador de Pedrogão Grande destruiu toda a floresta propriedade da empresa. Não sobrou mais que meia dúzia de carvalhos. Arderam máquinas, estaleiros e armazéns. Pouco ou nada sobrou dos bens e do sustento da empresa.

O filho do casal, com 16 anos, tinha comprado, nesse mesmo ano, com as suas poupanças, um pequeno terreno, motivado pelos ideais da família. Escolheu isso em vez de um telemóvel. Também esse terreno ardeu deixando-o sem nada nas mãos.

2018 vai ser um ano de reconstrução. A Tomás Floresta tem pedido apoios ao Estado e empréstimos à Banca para adquirir maquinaria e limpar os terrenos. A própria facturação ainda é um processo complicado.

Desde o Verão que a principal actividade dos trabalhadores tem sido abater as árvores queimadas, chegando ao final do dia sujos de cinza e com o coração pesado.

No entanto, Nuno Tomás está confiante e acredita na reconstrução da Tomás Floresta e de tudo o que os incêndios levaram. 

04

Os resultados do salto

Pouco a pouco a empresa foi crescendo de forma sustentada.

Em 2014 a empresa- que começou com um sonho de alguém que tem apenas a quarta classe- viu o seu trabalho reconhecido, quando foi distinguida como empresa Gazela. Foi a primeira empresa da área florestal a alcançar esse reconhecimento. 

No entanto, em 2017 o incêndio devastador de Pedrogão Grande destruiu toda a floresta propriedade da empresa. Não sobrou mais que meia dúzia de carvalhos. Arderam máquinas, estaleiros e armazéns. Pouco ou nada sobrou dos bens e do sustento da empresa.

O filho do casal, com 16 anos, tinha comprado, nesse mesmo ano, com as suas poupanças, um pequeno terreno, motivado pelos ideais da família. Escolheu isso em vez de um telemóvel. Também esse terreno ardeu deixando-o sem nada nas mãos.

2018 vai ser um ano de reconstrução. A Tomás Floresta tem pedido apoios ao Estado e empréstimos à Banca para adquirir maquinaria e limpar os terrenos. A própria facturação ainda é um processo complicado.

Desde o Verão que a principal actividade dos trabalhadores tem sido abater as árvores queimadas, chegando ao final do dia sujos de cinza e com o coração pesado.

No entanto, Nuno Tomás está confiante e acredita na reconstrução da Tomás Floresta e de tudo o que os incêndios levaram.