CCR - Engenharia & Construção


Fundada: 2005 | Sede: Póvoa de Varzim | Área: Construção

Ver Site

Fernando Luís Gonçalves


Nível de Heroísmo 5

Impacto Social

Capacidade Inspiracional 5

Pontuação Apurada: 560

“ O Importante não é ganhar sempre, mas nunca parar de lutar…..”



01

Antes do salto

Com 5 anos de existência, a Construções Corte Recto (CCR) sediada na Póvoa de Varzim, estava presente no mercado nacional como subempreiteiro das grandes construtoras do nosso país.

Com cerca de 30 colaboradores e 10 clientes fidelizados, a CCR enfrentava algumas dificuldades de tesouraria e consequentemente de crescimento, devido às grandes dificuldades dos seus clientes.

02

O que motivou o salto

A crise que já se sentia duramente nos nossos clientes (grandes construtoras), estava a criar à CCR graves problemas financeiros.

Nesse sentido, foi altura de redefinir a estratégia da CCR sobre o rumo e o posicionamento que era pretendido no mercado.

Assim, foi altura de deixar de estar dependente de outras empresas e querer satisfazer directamente o cliente final.

03

O salto

Quando a maior parte das empresas de construção civil começaram com processos de insolvência, aí vimos que estava na altura de agarrar a oportunidade de mostrar a nossa capacidade.

Com esta decisão alicerçada, seguiu-se a parte mais difícil, o investimento em recursos humanos e equipamentos especializados e com capacidade de resposta para este grande desafio.

04

Os resultados do salto

Com este novo rumo, ainda em 2010, a CCR ganha a sua primeira obra pública direto ao cliente final.

Com o estatuto de Empreiteiro Geral, a CCR sentiu logo após 30 dias o efeito de alguma liquidez financeira, visto que o cliente cumpria com as suas obrigações contratuais, melhorando desta forma as dificuldades financeiras sentidas até então.

Durante algum tempo, e visto que todas as empresas da área se encontravam com inúmeras dificuldades financeiras, a reticência da equipa em arriscar pela “independência” foi evidente. Contudo, a ambição do crescimento foi-se interiorizando, levando a que todos lutassem pelo mesmo objectivo.

Este crescimento foi gradual e sustentável e denotou notoriedade perante os clientes que iam sendo conquistados.

Neste momento, a CCR orgulha-se de ser uma empresa com uma equipa especializada e preparada para grandes desafios, como Empreiteiro Geral, tendo na sua carteira de clientes várias entidades públicas e privadas.

04

Os resultados do salto

Com este novo rumo, ainda em 2010, a CCR ganha a sua primeira obra pública direto ao cliente final.

Com o estatuto de Empreiteiro Geral, a CCR sentiu logo após 30 dias o efeito de alguma liquidez financeira, visto que o cliente cumpria com as suas obrigações contratuais, melhorando desta forma as dificuldades financeiras sentidas até então.

Durante algum tempo, e visto que todas as empresas da área se encontravam com inúmeras dificuldades financeiras, a reticência da equipa em arriscar pela “independência” foi evidente. Contudo, a ambição do crescimento foi-se interiorizando, levando a que todos lutassem pelo mesmo objectivo.

Este crescimento foi gradual e sustentável e denotou notoriedade perante os clientes que iam sendo conquistados.

Neste momento, a CCR orgulha-se de ser uma empresa com uma equipa especializada e preparada para grandes desafios, como Empreiteiro Geral, tendo na sua carteira de clientes várias entidades públicas e privadas.